DestaquesMissões

Deus é Fiel XlII – Minha experiência Missionária

 

Por Mairo de Melo Menezes

Como referi no relato da última edição é muito bom compartilhar a vida conhecendo novas pessoas e desenvolvendo novas amizades. Nesta oportunidade vou relatar uma das experiências que ouvimos do Pastor Jorge Vasques de Lima no Peru.

Este homem ainda muito cedo conheceu a Cristo e dedicou sua vida para servi-lo. Uma vez convertido seguiu em seus afazeres normais da vida estudando, trabalhando, etc. até o momento em que foi necessário servir ao exército Peruano.

No exército foi que se deu o relato que vou compartilhar com vocês.

Havia um comandante muito incrédulo referente às coisas divinas, um homem mau mesmo. Este homem pegou implicância com o Pastor Jorge porque ele era Cristão.

Num determinado campo de instrução militar, durante o período de treinamento de resistência deixavam a tropa passar muita fome e sede e neste dia específico durante a noite este comandante mau resolveu que iriam beber sangue de galinha para adquirirem energia.

Como o Pastor Jorge conhecia as Escrituras rejeitou beber o sangue quando chegou a sua vez.
Pelo contrário, devemos escrever a eles, dizendo-lhes que se abstenham de comida contaminada pelos ídolos, da imoralidade sexual, da carne de animais estrangulados e do sangue. Atos 15:20 NVI.
O comandante ficou muito bravo e foi estúpido com Pastor Jorge, inclusive por meio do uso da força mergulhou sua cabeça dentro do recipiente onde depositaram o sangue das galinhas abatidas para forçá-lo a beber.

Pastor Jorge resistiu àquela provação e não bebeu o sangue.

Como vingança o comandante deu ordem para que não servissem água para o Pr. Jorge, assim que, passou uma semana sem tomar uma gota d’água. Pr. Jorge sobreviveu por milagre. Ele relatou-nos que orava implorando a Deus que chovesse para que ao menos molhasse a língua para passar à terrível sensação que sentia (sua língua colava no céu da boca e seus lábios ressecaram muito) devido à sede.
Ocorreu que numa determinada marcha que estavam realizando, de tão fraco que ele estava caiu ficando desacordado por um tempo se separando da sua tropa. Quando veio a si, começou a caminhar a esmo e deu de encontro com outra tropa que não a sua e o comandante desta tropa deu-lhe meio cantil de água.
Pr. Jorge recuperou-se um pouco e então um tempo depois encontrou sua própria tropa.

Deus não mandou chuva, porém, respondeu sua oração. Primeiramente fazendo com que encontrasse aquela outra tropa onde ganhou meio cantil de água. E mais tarde depois de encontrar seus companheiros, um comandante de maior patente foi inspecionar o treinamento e constatou o péssimo estado do Pr. Jorge. Este comandante inspetor mandou imediatamente que lhe dessem água dizendo ao Pr. Jorge as seguintes palavras: Tome esta água, não era isso que tu estavas pedindo?

Perceba o querido leitor que a sede veio por motivo de o Pr. Jorge se posicionar pela Palavra de Deus sofrendo as conseqüências desta posição. A ira e a vingança do comandante de sua tropa (um homem mau) foi torturá-lo por meio da sede, porém numa determinada altura de seu sofrimento o próprio Deus enviou-lhe livramento.

Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Mateus 5:11 ACF.

Sempre devemos ter em mente que, por maior que seja a perseguição, Deus fortalece aqueles que lhe são fiéis e manda o escape. Assim que, eu e o irmão Samuel ouvimos este relato surpreendente do próprio Pr. Jorge (este em alguns outros) o que veio para aumentar e edificar nossa fé.
Que sirva de edificação para você também, sempre tendo em mente que podes até enfrentar perseguição por causa da tua fé, porém, sempre tenha em mente: Deus é fiel.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Comentários

Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios